Por Da Redação SCNotícias Em Cultura

Dia do Gaúcho

Músicas nativistas e Desfile Bate Casco fomentam a cultura gaúcha em Chapecó


O último fim de semana, em Chapecó, foi marcado por músicas, trajes, e cavalgadas.


Para celebrar o Dia do Gáucho, relembrar a Revolução Farroupilha e homenagear a cultura nativista, o último fim de semana, em Chapecó, foi marcado por músicas, trajes, cavalgadas, churrasco e outros pratos típicos. O Fort Atacadista promoveu duas ações especiais para recepcionar os consumidores conforme a tradição e honrar a história e os costumes de todo sul do País, respeitando as medidas de prevenção no combate da covid-19.

O gerente regional do Fort Atacadista, Lucas Assis, destacou que os eventos foram realizados como forma de agradecimento a população de Chapecó e Região por acolherem com carinho a bandeira do Grupo Pereira nesses últimos dois anos. “Fomos muito bem recepcionados na capital do oeste. Por isso, fomentar a cultura local foi gratificante e fortaleceu ainda mais nosso relacionamento com os clientes. Foi uma honra fazermos parte desse momento e homenagearmos uma história respeitada em todos os cantos do Brasil”.




Nesse sábado,19, em clima de comemoração, os colaboradores do atacarejo trabalharam pilchados. O hipermercado foi decorado e recebeu a banda gauchesca “Os companheiros”, que animou à tarde com seis horas de apresentação. “Quando celebramos a Guerra dos Farrapos não podemos deixar de falar sobre a catarinense Anita Garibaldi, que na época defendeu liberdade e justiça em nosso País. Essa mulher representou nosso Estado e enraizou nosso amor pela cultura gaúcha. Nossas músicas e a paixão pela tradição são ainda mais significativas quando expressamos a admiração que temos por Anita e todos que marcaram história”, ressaltou o diretor do grupo Pedrinho Pedroso.

No último domingo, 20, o Fort Atacadista patrocinou o Desfile Bate Casco. Trinta cavaleiros participaram do evento, que iniciou no Clube de Tiro, Caça e Pesca Caramuru e seguiu pelas principais ruas de Chapecó durante quatro horas. Conforme o coordenador, André Batistello, neste ano, devido à pandemia, o grupo prezou pela segurança da população e apostou menos na divulgação da cavalgada para não gerar aglomerações. “Mesmo com menos intensidade, cumprimos o nosso propósito: homenagear todos os gaúchos e simpatizantes do tradicionalismo, que mantêm a cultura cada vez mais forte”, afirmou.

CHURRASCO


O churrasqueiro Paulo Otto preparou um costelão no fogo de chão


Para encerrar a comemoração, não faltou o tradicional churrasco. O churrasqueiro Paulo Otto preparou um costelão no fogo de chão. Foram necessários: uma costela de aproximadamente 20 kg; dois quilos de sal grosso (com ou sem tempero) e um litro de vinho, além dos acessórios (um espeto especial para costela fogo de chão, dois litros de álcool dois sacos de gravetos e lenha). “O prato é símbolo da culinária gaúcha. Toda homenagem ao nativismo exige um bom churrasco. Separamos a receita para que numa próxima oportunidade os chapecoenses preparem uma deliciosa costela”, destacou.

PREPARO DO TERRENO

Prepare um espaço plano de aproximadamente 2×2 metros. Pode circundar a costela com fogo ou duas retas paralelas de lenha. No centro, demarque o local onde ficará a carne. O uso dos gravetos é opcional. Ao utilizá-lo, monte duas carreiras de gravetos, que ficarão na parte da frente e atrás da costela. Umedeça os gravetos com álcool e espere alguns minutos para atear fogo. O ideal é que a carne fique aproximadamente meio metro do fogo. Após, coloque mais lenha.

PREPARO DA COSTELA

Prenda a costela no espeto especial e coloque sobre a mesa. Umedeça com vinho branco, espalhando uniformemente. Após, adicione uma camada de sal grosso e mais vinho. Misture bem. Vire a carne e tempere o outro lado da mesma forma. Em seguida, leve o espeto para o local demarcado e prenda bem ao chão. Tome cuidado para que as labaredas não encostem na costela. Em cerca de 4 a 6 horas estará pronta para servir.







Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Da Redação SCNotícias, em Cultura

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.